terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeNegóciosInvestimentos em criptomoedas no Brasil alcançam R$ 20 milhões

Investimentos em criptomoedas no Brasil alcançam R$ 20 milhões

O Brasil continua a se destacar no cenário global de investimentos em criptomoedas. O país registrou uma entrada líquida de US$ 3,9 milhões (cerca de R$ 20 milhões) em produtos de investimento baseados em criptomoedas (ETPs) na semana passada. Esses dados são parte de um relatório da gestora CoinShares, que também apontou outros países com desempenhos notáveis nesse mercado.

Brasil em alta, Estados Unidos em queda

Além do Brasil, Suíça e Austrália também apresentaram entradas líquidas semanais, com volumes de US$ 4,90 milhões e US$ 500 mil, respectivamente. Mas, por outro lado, os Estados Unidos lideraram as saídas líquidas, com um total de US$ 388 milhões, seguidos pelo Canadá, Alemanha e Suécia, que também registraram recuos em seus investimentos.

O relatório também revelou que o volume de negociações semanais foi de US$ 11,8 bilhões, uma queda significativa em relação ao período anterior. O Bitcoin liderou as saídas líquidas, seguido pelo Ethereum. No entanto, os fundos multiativos, Solana, Litecoin e outros fundos tiveram entradas líquidas positivas.

Grayscale foi a corretora que mais houve saídas de criptomoedas

No que diz respeito aos provedores de ETPs, a gestora Grayscale registrou a maior parte das saídas líquidas. O iShares ETFs da BlackRock e o Fidelity ETFs tiveram entradas líquidas positivas.

Mas em relação ao acumulado de ativos sob gestão, o Brasil aparece em 6º lugar globalmente, com US$ 879 milhões em investimentos. Esse número reflete a crescente adoção e interesse dos brasileiros no mercado de criptomoedas, apesar das flutuações e incertezas que ainda cercam esse setor.

Portanto, esses dados indicam uma tendência de crescimento contínuo no mercado de criptomoedas no Brasil e em todo o mundo. Ou seja, com investidores buscando cada vez mais oportunidades nesse setor em constante evolução.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img