sexta-feira, maio 24, 2024
spot_img
HomeMetaversoMark Zuckerberg faz parceria com a Lenovo, Asus e Microsoft

Mark Zuckerberg faz parceria com a Lenovo, Asus e Microsoft

Mark Zuckerberg, CEO da Meta, anunciou uma parceria estratégica com a Microsoft, Asus e Lenovo. A colaboração tem como objetivo desenvolver a próxima geração de óculos de realidade virtual (VR) Meta Quest. Zuckerberg tem planos ambiciosos para o futuro dos óculos de realidade virtual. Com o Meta Quest Pro, lançado em outubro de 2022, a Meta já lidera o mercado. Agora, a empresa busca ampliar ainda mais essa vantagem no metaverso.

Desafios no caminho para o metaverso de Mark Zuckerberg

A colaboração com a Microsoft, Asus e Lenovo é uma jogada estratégica de Zuckerberg. Pois, com a Apple se aproximando com o Apple Vision Pro, a entrada dessas empresas, especialistas em sistemas operacionais, microchips e desenvolvimento de dispositivos eletrônicos, fortalece a posição da Meta.

Zuckerberg anunciou a parceria em um Reels no Instagram. Ele escreveu: “Algumas atualizações sobre o metaverso. Hoje abrimos o Meta Horizon OS (nosso sistema operacional alimentando o Quest) para que outros possam projetar mais fones de ouvido em nosso ecossistema. Lenovo, Microsoft e ASUS são alguns de nossos primeiros parceiros, e mais estão por vir também. Ansioso por uma nova onda de fones de ouvido focados em produtividade, entretenimento, jogos, exercícios e muito mais!”.

Portanto, essa aliança representa um aumento significativo na competição no desenvolvimento de óculos de realidade virtual. O sistema operacional Meta Horizons, usado nos Meta Quest, agora poderá ser utilizado por Asus, Lenovo e Microsoft.

No entanto, ainda existem alguns desafios no desenvolvimento de óculos de realidade virtual como:

  • Cibersegurança. À medida que os óculos VR se tornam parte integrante de nossas vidas cotidianas, emergem desafios de cibersegurança. Ou seja, os sistemas de VR são compostos de software e hardware complexos e se não forem projetados com as melhores práticas de segurança, podem abrir a porta para vulnerabilidades.
  • Preço e Acessibilidade. Os óculos de realidade virtual ainda podem ser considerados caros para alguns consumidores. Então, isso pode limitar sua adoção em massa, mas espera-se que, com o tempo, a tecnologia se torne mais acessível.

Mas, apesar dos desafios, principalmente relacionados à segurança e privacidade, essa parceria é um passo importante para o sonho do Metaverso de Zuckerberg.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img