domingo, maio 26, 2024
spot_img
HomeRegulamentaçãoNoruega impõe restrições à mineração das criptomoedas

Noruega impõe restrições à mineração das criptomoedas

O mundo das criptomoedas está passando por uma reviravolta na Noruega. Com a aprovação de uma nova lei, o parlamento da Noruega estabeleceu requisitos adicionais de comunicação de dados para os centros de dados do país. O objetivo é regular a energia usada na mineração de criptomoedas, especialmente o Bitcoin.

Decisão do Parlamento pode afetar mercado de criptomoedas

A medida tomada provocou uma onda de reações, tanto de especialistas do setor quanto de autoridades governamentais. A ministra da Digitalização, Karianne Tung, e o ministro da Energia, Terje Aasland, declararam que a intenção do governo é “fechar a porta para a mineração de criptomoedas em geral”.

Assim, a nova lei exige que os centros de dados sejam registrados. Além disso, precisam fornecer dados de seus proprietários e gestores, além de detalhar os serviços que oferecem. Tung afirmou que “o objetivo é regular a indústria de tal forma que possamos fechar a porta aos projetos que não queremos”.

Aasland, por sua vez, disse que a medida auxiliará o país a direcionar a energia para serviços “socialmente úteis”. Então, destacou que os mineradores de criptomoedas “não são bem-vindos na Noruega”. Segundo ele, o país quer “atores sérios que sejam importantes para a sociedade, e a indústria informática que serve a sociedade é importante para nós”.

Essa decisão afeta o futuro das “criptomoedas” não só na Noruega como, possivelmente, em outros países. Pois a medida pode ser um indicativo de como os governos podem começar a regular a mineração de criptomoedas, visando um uso mais eficiente da energia. 

Isso, claro, é especialmente relevante em um momento em que a sustentabilidade se tornou uma preocupação global. Grande parte das mineradoras não usa energia renovável e isso é uma preocupação.

Portanto, a nova lei norueguesa pode ser um marco  e abrir caminho para discussões semelhantes em outros países e moldar. Mas será que o futuro da mineração de criptomoedas em risco? Os próximos anos responderão.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img