sábado, maio 25, 2024
spot_img
HomeBitcoinAnalistas acreditam em cotação do Bitcoin a US$ 150 mil ainda este...

Analistas acreditam em cotação do Bitcoin a US$ 150 mil ainda este ano

Embora o Bitcoin tenha enfrentado uma fase de estagnação após atingir seu pico histórico de US$ 73 mil em março deste ano, analistas da AllianceBernstein acreditam que o preço pode dobrar até o final de 2025. Em um relatório divulgado na última segunda-feira (06), os analistas da empresa de investimentos afirmaram que estão ainda mais confiantes na previsão de preço de US$ 150 mil para a maior criptomoeda do mercado.

Previsão é que Bitcoin atinja US$ 150 mil

Mas, apesar das condições atuais do mercado, eles veem uma longa corrida de alta à frente. “Acreditamos que estamos apenas no primeiro quarto deste ciclo, e o mercado tem mais 15 a 18 meses antes de considerarmos que ele está no topo.” – escreveram os analistas Gautam Chhugani e Mahika Sapra.

Eles não são os únicos especialistas dizendo que os US$ 150 mil estão próximos. O banco multinacional britânico Standard Chartered afirmou no mês passado que os ETFs continuarão a ser populares. Eles também acham que o preço da criptomoeda dispare para US$ 150 mil até o final deste ano.

Os analistas de ambas as empresas consideraram o lançamento em janeiro de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA como um fator importante. “Os emissores de ETFs continuam a fornecer feedback positivo de seus diálogos com gestores de ativos.” – escreveu a dupla da Bernstein.

Dessa forma, eles também argumentaram que a demanda pelos ETFs recém-aprovados continuará, aumentando ainda mais o preço do ativo digital. Os fundos registraram baixas e altas na semana passada.

SEC teve papel fundamental na alta

No primeiro mês do ano, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), órgão regulador dos EUA, deu sinal verde para 11 ETFs de Bitcoin. Agora, eles podem ser negociados em bolsas de valores. Os fundos atraíram uma enxurrada de capital para o mercado. 

Ou seja, isso significa que investidores do dia a dia ganharam a chance de se expor ao Bitcoin. Eles fizeram isso através de contas de corretagem de empresas renomadas como VanEck, BlackRock e Fidelity.

Então, impulsionado pela febre dos ETFs, o preço do Bitcoin atingiu um novo recorde histórico de US$ 73.747 há dois meses. Mas, desde então, tem enfrentado dificuldades, caindo abaixo de US$ 57 mil na semana passada. O BTC está sendo negociado agora a pouco mais de US$ 63 mil, de acordo com o CoinGecko.

No entanto, no fim de semana, os fluxos de saída de ETFs reverteram o curso à medida que o dinheiro voltou a inundar os fundos. Em resumo, a recente trajetória ascendente “limpou o excesso de alavancagem dos contratos futuros nas exchanges cripto.” – disseram os analistas da Bernstein. Assim, deixaram a entender que, a partir de agora, a tendência é de alta.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img