domingo, maio 26, 2024
spot_img
HomeBitcoinApós forte queda no final de semana, Bitcoin registra alta de 2%...

Após forte queda no final de semana, Bitcoin registra alta de 2% hoje (18)

O Bitcoin, a principal criptomoeda do mercado, apresenta variações significativas em sua cotação nesta segunda-feira (18). Após um período de baixa no final de semana, o Bitcoin mostra sinais de recuperação, sendo negociada a R$ 340.156,60, com uma alta de 2% para US$ 68 mil. Um dos fatores que contribuíram para essa recuperação foi o aumento dos produtos de investimento em cripto em gestores de ativos renomados, como BlackRock, Fidelity, ProShares e 21Shares. Segundo dados da CoinShares, essas corretoras ultrapassaram a marca de US$ 100 bilhões em ativos sob gestão. 

Porque uma procura maior por Bitcoin

Ou seja, essa movimentação positiva nos fundos de cripto globais, aliada aos recentes ganhos de preço no mercado de cripto, resultou em um recorde de Ativos Sob Gestão (AUM, na sigla em inglês).

Entretanto, o Bitcoin enfrentou desafios recentes, especialmente após os Estados Unidos divulgarem números expressivos de inflação. Em fevereiro, o núcleo do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu para 3,8%, enquanto o núcleo do Índice de Preços ao Produtor (PPI) saltou para 2,0%, acima das expectativas de 1,9%. 

Então, esses dados elevaram o sentimento de risco no mercado. Isso impulsionou o índice do dólar americano para US$ 103 e os rendimentos dos títulos de 10 e 30 anos para 4,30% e 4,43%, respectivamente.

No mercado de ações, os índices Nasdaq 100 e S&P 500 também registraram quedas superiores a 0,50% na última sexta-feira. Em geral, o Bitcoin tende a apresentar quedas acentuadas em condições de mercado semelhantes.

Mas, apesar dessas adversidades, há sinais positivos para o mercado de Bitcoin. O iShares Bitcoin Trust (IBIT) e o ETF Fidelity Wise Origin Bitcoin, por exemplo, registram montantes significativos em ativos, indicando uma demanda contínua pela criptomoeda. 

Além disso, ETFs menores, como o Valkyrie Bitcoin Fund (BRR) e o ETF Ark 21Shares Bitcoin, também apresentaram fortes entradas recentemente.

Criptomoeda pode se valorizar ainda mais

Essa demanda crescente ocorre em um momento em que a oferta de Bitcoin não está acompanhando o ritmo. A oferta nas exchanges continua em declínio, enquanto o halving, evento que reduz pela metade a quantidade de novos Bitcoins emitidos, contribui para a redução da quantidade de moedas em circulação.

No curto prazo, o Bitcoin pode continuar a se valorizar, conforme indicam análises técnicas. O analista Crispus Nyaga observa que o par BTC/USD pode continuar subindo. No entanto, uma queda abaixo do mínimo de domingo, de 64.520, poderia levar o preço a estender sua queda para 60.000.

Dessa forma, o mercado de criptomoedas permanece dinâmico e sujeito a diversas influências, tanto macroeconômicas quanto técnicas. Portanto, os investidores devem estar atentos às tendências e análises para tomar decisões informadas em seus investimentos.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img