quinta-feira, junho 13, 2024
spot_img
HomeNegóciosArgentina pode seguir exemplo de El Salvador e adotar Bitcoin como moeda

Argentina pode seguir exemplo de El Salvador e adotar Bitcoin como moeda

No cenário econômico turbulento da Argentina, o Bitcoin surge como uma potencial solução. Recentemente, após a vitória de Javier Milei nas eleições presidenciais, a Argentina recebeu uma equipe de El Salvador para discutir a adoção do Bitcoin. No entanto, Max Keiser, membro dessa equipe, criticou as políticas argentinas após a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) da Argentina implementar uma lei que pressionou o setor.

CVM da Argentina elogia adoção do Bitcoin por El Salvador

A Argentina, conhecida por sua hiperinflação, finalmente parece considerar o Bitcoin como uma saída para seus problemas econômicos. O presidente da CVM argentina reuniu-se com o presidente da Comissão Nacional de Ativos Digitais de El Salvador para discutir o tema. 

Mas segundo uma nota publicada na última quinta-feira (23), a Argentina reconhece que El Salvador se tornou pioneiro no setor e agora deseja aprender com eles. Pois desde setembro de 2021, o Bitcoin é moeda de curso legal em El Salvador. Além disso, o país fez aportes regulares na moeda digital, acumulando mais de 5.762 BTC, equivalentes a R$ 2 bilhões.

Quem visita El Salvador nota que este pequeno país da América Central tem potencial para se tornar a nova Singapura. Nayib Bukele, reeleito presidente, lidera um combate ao crime e incentiva negócios no país. 

Então, uma das características marcantes de El Salvador é a adoção do Bitcoin. Sendo o primeiro a tomar esse risco, o país agora colhe os frutos e inspira outros a seguirem o mesmo caminho.

Na última semana, El Salvador recebeu a visita da CVM da Argentina, que elogiou o trabalho do país em relação às criptomoedas.

“El Salvador se estabeleceu como um dos países líderes, não apenas no uso de bitcoin, mas também se destacou no mundo dos criptoativos.”

“Eles criaram uma comissão específica, a Comissão Nacional de Ativos Digitais (CNAD), e, portanto, possuem uma experiência muito valiosa para a CVM neste momento.” – comentou Roberto E. Silva, presidente da CVM da Argentina. “Queremos estreitar os laços com El Salvador e, por isso, vamos explorar a possibilidade de assinar acordos de colaboração com eles.”

Alternativa pode salvar o caos monetário na Argentina?

Mas, apesar da entrada de Milei na presidência, a inflação anual na Argentina atingiu 289,4%. Esse é o maior nível dos últimos anos. Isso torna difícil acreditar na recuperação do peso argentino. 

Portanto, o Bitcoin pode ser uma saída ou, ao menos, uma alternativa para o caos monetário que assola o país. Entretanto, a proximidade entre a Argentina e El Salvador pode ser um passo importante para a economia argentina. 

Os hermanos argentinos buscam desesperadamente uma solução para sua crise financeira. Então, a adoção do Bitcoin pode ser um marco na história econômica do país, abrindo portas para novas oportunidades e estabilidade financeira.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img