sábado, maio 25, 2024
spot_img
HomeRegulamentaçãoAustrália pode aprovar ETFs de Bitcoin ainda este ano

Austrália pode aprovar ETFs de Bitcoin ainda este ano

A Austrália está prestes a se tornar o próximo país a aprovar os ETFs de Bitcoin, de acordo com informações divulgadas pela Bloomberg. A expectativa é que esses fundos sejam autorizados para negociação na Australian Securities Exchange (ASX) ainda em 2024.

Austrália prestes a ingressar no mercado de ETFs de Bitcoin

As principais empresas interessadas em lançar esses fundos são a VanEck, BetaShares e DigitalX. A VanEck já possui ETFs aprovados nos Estados Unidos e na Europa, o que a coloca em uma posição privilegiada para entrar no mercado australiano.

Mas o que são ETFs de Bitcoin? Eles são fundos que acompanham o preço da criptomoeda líder do mercado, permitindo que investidores comprem o ativo digital por meio de bolsas de valores. Países como Canadá, Brasil e Chile já são pioneiros na aprovação desses fundos, que têm atraído a atenção de investidores em todo o mundo.

Assim, uma das principais vantagens dos ETFs é que eles permitem que investidores do mercado acionário tenham criptomoedas sem precisar realizar a custódia do ativo, o que simplifica o processo de investimento.

Nos Estados Unidos, os ETFs de Bitcoin aprovados até o momento não permitem saques e depósitos da criptomoeda. No entanto, El Salvador, que adotou o Bitcoin como moeda de curso legal, planeja lançar um ETF que permita a entrada e saída da criptomoeda.

Portanto, a aprovação de vários ETFs de Bitcoin nos Estados Unidos no início deste ano teve um impacto significativo no mercado, considerando que os EUA têm o maior mercado financeiro do mundo. 

Atualmente, mais de 1 milhão de bitcoins são custodiados por ETFs de Bitcoin, com muitos desses ativos sendo mantidos pela Grayscale. Isso transformou o fundo GBTC em um ETF de Bitcoin nos Estados Unidos.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img