segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
HomeBitcoinBitcoin dispara quase 10% após anúncio do Banco Central americano

Bitcoin dispara quase 10% após anúncio do Banco Central americano

O Banco Central Americano anunciou na última quarta-feira (20) sua decisão de manter as taxas de juros entre 5,25% e 5,5%. Isso impulsionou o mercado de criptomoedas e tranquilizou investidores preocupados com uma política monetária mais restritiva. Por isso, a expectativa em torno do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, gerou uma recuperação no preço do Bitcoin. A criptomoeda voltou a se aproximar dos máximos anuais após uma queda de sete dias antes da reunião do FOMC.

Banco Central eleva perspectiva de crescimento dos EUA

Atualmente, o Bitcoin é negociado em torno de US$ 67,750, com alta de quase 10% nas últimas 24 horas, após cair para US$ 60,800 durante a manhã. O mercado mais amplo também se recuperou, com a maioria dos tokens registrando ganhos entre 6% e 20%.

Portanto, a decisão do Fed ocorre após relatórios de índices de preços ao consumidor e ao produtor mais altos do que o esperado, levantando preocupações sobre uma possível aceleração da inflação. 

Isso poderia ter forçado o Banco Central a manter condições financeiras rigorosas, adiando cortes nas taxas de juros e impactando negativamente os ativos digitais.

Mas durante a reunião do FOMC, os formuladores de políticas previam uma redução nas taxas de juros para 4,6% até o final do ano. Isso acabou acalmando os investidores preocupados com uma mudança na estratégia do Fed diante de indicadores econômicos voláteis.

Assim, antes do anúncio, muitos investidores esperavam o primeiro corte de taxa para junho, com chances em cerca de 60%. Após o anúncio, as chances aumentaram para 70%, segundo a ferramenta CME FedWatch.

Dessa forma, junto com a decisão sobre as taxas de juros, o Fed revisou suas previsões econômicas, elevando a perspectiva de crescimento dos EUA para 2,1% neste ano. Ou seja, uma previsão anterior de 1,4% feita em dezembro.

Portanto, a decisão do Fed de manter as taxas inalteradas, juntamente com as projeções de corte de taxas e atualizações econômicas otimistas, animaram o mercado, que tem enfrentado desafios recentemente. A estabilidade nas taxas de juros dos EUA pode fortalecer a confiança do investidor, incentivar o investimento e sustentar a recuperação econômica em meio à incerteza global.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img