sexta-feira, maio 24, 2024
spot_img
HomeNFTsCEO do OpenSea não descarta possível venda do maior marketplace de NFTs

CEO do OpenSea não descarta possível venda do maior marketplace de NFTs

O mercado de tokens não-fungíveis (NFTs) enfrenta desafios significativos, e esses impactos reverberam no principal ambiente de negociação, o OpenSea. O CEO atual da plataforma, Devin Finzer, expressou preocupações e não descartou a possibilidade de vender a empresa, considerando ofertas de aquisição.

O futuro dos NFTs. Imagem: Getty Images / Scott Eisen

Volume negociado entre 2020 e 2021 era de USD$ 13 bilhões

Em entrevista ao DLNews, Finzer destacou a abordagem receptiva da empresa a acordos potenciais e revelou que já receberam propostas de aquisição. “Se surgir a parceria certa, então isso [vender a empresa] é algo que certamente deveríamos considerar. Gostamos de manter as nossas opções abertas.” – afirmou o executivo, mas sem entrar em detalhes sobre os interessados.

Assin, o CEO enfatizou que, atualmente, as informações sobre possíveis compradores são confidenciais. “Não temos planos de aquisição e nem procuramos pretendentes. Se algo surgisse, manteríamos a mente aberta, mas isso é pura conjectura.” – declarou Finzer. 

De qualquer forma, a postura da empresa sinaliza uma disposição para explorar oportunidades de negociação, apesar de não haver planos concretos no momento.

O OpenSea experimentou uma ascensão notável durante o auge da popularidade dos NFTs entre 2020 e 2021, atingindo uma avaliação de US$ 13,3 bilhões. 

No entanto, o mercado de NFTs enfrentou uma fase de desvalorização, com baixo interesse e saída de capital de investidores desde então.

O futuro dos NFTs

De acordo com dados da Dune Analytics, o OpenSea, em seu auge, representava cerca de 90% de todo o mercado de NFTs. Entretanto, o volume negociado registrou uma queda de 96%, totalizando US$ 171 milhões, em comparação com janeiro de 2022.

Então, o CEO destaca que, apesar dos desafios, o segmento de NFTs ainda possui potencial de crescimento, especialmente por meio de parcerias com grandes empresas. 

Além disso, ele identifica oportunidades no uso de NFTs para experiências e recompensas físicas. Finzer observa uma crescente compreensão mais profunda por parte das pessoas em relação aos NFTs, abrindo espaço para novos projetos.

Em resumo, o OpenSea permanece atento às transformações do mercado de NFTs, buscando sempre se adaptar e explorar novas oportunidades.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img