sexta-feira, maio 24, 2024
spot_img
HomeEthereumEstudo revela manipulação de preços em Tokens de Ethereum

Estudo revela manipulação de preços em Tokens de Ethereum

Um recente estudo divulgado pela Chainalysis, nesta quinta-feira (1º), lança luz sobre a manipulação de preços em tokens Ethereum, especificamente aqueles baseados no padrão ERC20, revelando que 54% deles foram alvo de práticas questionáveis em corretoras descentralizadas (DEX).

Recomenda-se cautela na compra do Ethereum. Imagem: Divulgação

Manipulação de preços ilude novos investidores

A pesquisa destaca que esses padrões suspeitos assemelham-se a estratégias de “pump & dump”. Assim, essa estratégia busca inflar artificialmente os preços para atrair investidores desavisados, seguido por vendas massivas para derrubar o valor do ativo. 

A Chainalysis observa que, embora os dados sugiram manipulação, apenas 1,3% do volume total de transações está associado a tais esquemas. No âmbito das criptomoedas, especialmente em tokens Ethereum, o estudo revela uma tendência alarmante. 

Em 2023, mais de 370.000 tokens foram criados na plataforma Ethereum, dos quais aproximadamente 168.600 estavam disponíveis para negociação em pelo menos uma DEX. 

No entanto, esta proliferação de tokens não traduz automaticamente em projetos de qualidade, pois a maioria deles sofreu manipulação de preços.

Assim, os golpistas adotam uma estratégia eficaz ao lançar ou adquirir uma moeda e, em seguida, promover o projeto em redes sociais com promessas de ganhos rápidos. Então, caso alcancem sucesso e valorização da criptomoeda, os golpistas rapidamente liquidam suas posições, colhendo lucros substanciais.

Os dados do CoinMarketCap revelam que, atualmente, existem 2,2 milhões de criptomoedas no mercado, a maioria delas negociada em corretoras descentralizadas. Dessa forma, é crucial notar que, apesar do grande número, a Chainalysis alerta que poucos projetos merecem destaque, e a maioria enfrenta manipulação de preços.

Recomenda-se cautela na compra do Ethereum

Embora corretoras descentralizadas não imponham critérios rigorosos de listagem de criptomoedas, o estudo destaca que a maioria do volume de transações nesses ambientes é legítima. Contrariando a impressão inicial, os esquemas de “pump & dump” do Ethereum representam apenas 1,3% do volume total dessas corretoras.

Portanto, investidores devem exercer cautela ao negociar em ambientes descentralizados, onde golpistas podem agir sem restrições. Em um ecossistema em constante evolução como os dos Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas, a vigilância continua sendo a melhor defesa contra práticas questionáveis.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img