quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeRegulamentaçãoAssociação Brasileira de Criptoeconomia e e mais instituições que participaram da consulta...

Associação Brasileira de Criptoeconomia e e mais instituições que participaram da consulta pública do Banco Central

A ABCripto esteve entre as instituições que participaram da consulta pública do Banco Central, encerrada na última quarta-feira (31). Confira mais informações sobre esta e outras notícias recentes relacionadas ao mercado digital no texto abaixo.

O registro de sugestão da Associação Brasileira de Critpoeconomia(ABCripto) presente na plataforma de consulta Pública do Banco Central conta com dois arquivos com centenas de páginas. O responsável pelo registro foi Bernardo Srur, Diretor-Presidente da associação privada.

Além das respostas à consulta, a associação privada compartilhou, anexo em seu documento, um estudo sobre a criptoeconomia no Brasil.

Assim como a ABCripto, outras instituições participaram da consulta. Confira algumas delas abaixo:

  • CIELO S.A – INSTITUICAO DE PAGAMENTO
  • BANCO BTG PACTUAL S.A.
  • B3 S.A. – BRASIL, BOLSA, BALCAO

Ao todo, a consulta pública do Banco Central contabilizou 240 registros no período de 14 de dezembro de 2023 a 31 de janeiro de 2024.

Todas as sugestões estão disponíveis para acesso no site do Banco Central. Basta acessar a aba de consultas encerradas e navegar pelas 15 páginas de registros.

Mais

O mercado digital tem se movimentado com várias outras notícias de destaque ao longo dos últimos dias.

Paralelamente no Brasil, a CVM e a Receita Federal estamparam as notícias. A Comissão de Valores Mobiliários, por exemplo, deu início ao prazo de inscrições para o seu concurso público. Estão sendo ofertadas 60 vagas entre os cargos de analista e inspetor. Algumas das vagas exigem conhecimento em criptomoedas e blockchain.

Posteriormente, a Receita Federal divulgou dados de uma análise da declaração de imposto de renda de 2023. O uso de métodos tradicionais e Inteligência Artificial revelou que 5.126 pessoas físicas que possuem ao menos 0,05 bitcoins e que deixaram de declará-los.

A RF também apontou que existem 237.369 investidores de Bitcoins no país.

No cenário internacional, as polícias da Alemanha e da China vem divulgado operações que realizaram recentemente. Enquanto a polícia do país europeu apreendeu cerca de 50 mil bitcoins recentemente, as autoridades de Hong Kong realizaram investigações em seis escritórios da Worldcoin.

Por fim, a Trezor publicou um texto em seu site sobre a modalidade de golpes phishing. Da mesma forma, a empresa havia alertado sobre o risco desse tipo de golpe há poucos dias, depois de sofrer com dois incidentes de segurança.

Pedro Fonseca
Pedro Fonseca
Jornalista formado pela UNESP-Bauru (2016-2019), com MBA em Negócios Digitais pela USP Esalq (2022-2024). Possui experiência como assessor de comunicação, assessor de imprensa, redator e locutor. Já atuou em iniciativa social e em agência de comunicação, lidando com empresas e personas das áreas de saúde, autodesenvolvimento, tecnologia, empreendedorismo, entre outras.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img