quinta-feira, junho 13, 2024
spot_img
HomeBitcoinGigante da mineração de Bitcoin vira parceira de empresa de IA

Gigante da mineração de Bitcoin vira parceira de empresa de IA

Uma das principais mineradoras de Bitcoin do mundo, a Core Scientific, anunciou uma parceria estratégica com a CoreWeave, que é uma das líderes em pesquisa de inteligência artificial. A notícia surpreendeu o mercado de criptomoedas e promete gerar receitas substanciais. Assim, a perspectiva é de uma renda anual, em média, de 290 milhões de dólares e uma receita total acumulada que pode ultrapassar os US$ 3,5 bilhões em 12 anos.

Mineração de Bitcoin é para diversificar negócios da empresa

O CEO da Core Scientific, Adam Sullivan, destacou que essa expansão de relacionamento é uma oportunidade para diversificar o modelo de negócios. Assim, o objetivo é buscar um portfólio equilibrado que inclua tanto mineração de Bitcoin quanto hospedagem de computação alternativa. 

De qualquer forma, Sullivan ressaltou que essa mudança visa maximizar o fluxo de caixa e minimizar riscos. Ou seja, essa estratégia mantém o Bitcoin em evidência, criando um ambiente de valorização da criptomoeda.

Então, nos termos do contrato, a Core Scientific fica responsável por fornecer mais de 200 megawatts de infraestrutura, tendo, ainda, que realizar qualquer modificação necessária para poder tornar possível as operações da CoreWeave. 

Portanto, a expectativa é que esses locais estejam prontos para serem usados em até, no máximo, o primeiro semestre de 2025. Assim, para viabilizar essas modificações, a CoreWeave financiará qualquer investimento de capital necessário na infraestrutura da subsidiária Core Scientific. 

Mas, em contrapartida, a CoreWeave pretende aumentar o capital destinado a esse braço da empresa em mais de US$ 300 milhões. No entanto, estão programadas deduções graduais de suas taxas mensais de hospedagem ao longo do tempo.

Em resumo, essa parceria estratégica entre a Core Scientific e a CoreWeave evidencia a contínua expansão e diversificação do mercado de criptomoedas. Pois, as empresas buscando cada vez mais novas oportunidades de negócios e otimização de recursos. O objetivo é garantir uma posição de destaque no mercado de Bitcoin e outras criptomoedas, que sempre está em constante evolução.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img