terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeEthereumHong Kong inicia comercialização de fundos de Bitcoin e Ethereum

Hong Kong inicia comercialização de fundos de Bitcoin e Ethereum

Hong Kong, a cidade semi autônoma chinesa, deu um passo significativo no mundo das criptomoedas. Na última terça-feira (30), tornou-se o primeiro mercado asiático a permitir a negociação de fundos de investimento lastreados em Bitcoin e ethereum. Este movimento estratégico visa transformar Hong Kong em um centro regional de investimento em ativos digitais. Mas a iniciativa ocorre três meses após a aprovação, pelos Estados Unidos, de fundos de investimento vinculados ao Bitcoin.

Primeiro dia das negociações de Ethereum e Bitcoin

A bolsa de valores da cidade, pioneira no campo das criptomoedas, agora lista seis fundos. Eles são emitidos por três gestores de ativos: Bosera Funds, China Asset Management (Hong Kong) Limited e Harvest Global Investments.

Assim, cada uma dessas empresas lançou um fundo em Bitcoin e outro em ethereum. Esses fundos serão negociados tanto em dólares americanos quanto em dólares de Hong Kong. Além disso, os fundos da China Asset Management também aceitarão transações em yuan chinês.

Os novos fundos de investimento tiveram um bom começo. Na primeira meia hora de negociação na terça-feira, registraram ganhos entre 0,62% e 3,81%.

No entanto, a CCData, uma empresa de análise de ativos digitais, previu na sexta-feira que esses novos fundos não atrairão o mesmo nível de fluxo de capitais que os fundos estabelecidos nos Estados Unidos.

Mas, apesar disso, os especialistas da indústria acreditam que podem incentivar outras nações a aprovar fundos vinculados a criptomoedas. Isso irá ajudar a promover uma adoção mais ampla dos ativos digitais. 

Reação do mercado

A reação do mercado à notícia da negociação de fundos de investimento em criptomoedas em Hong Kong foi mista.

Por um lado, os novos fundos de investimento tiveram um bom começo, com ganhos entre 0,62% e 3,81% na primeira meia hora de negociação. Além disso, um fundo com 99% de exposição em criptomoedas exibiu uma rentabilidade impressionante de 687,14% aos seus investidores em cinco anos.

Mas, por outro lado, a CCData, uma empresa de análise de ativos digitais, previu que esses novos fundos não atrairão o mesmo nível de fluxo de capitais que os fundos estabelecidos nos Estados Unidos. De fato, os fundos de investimento em criptomoedas viram uma saída de US$ 435 milhões em meio a preocupações com a inflação.

De qualquer forma, parece que o futuro das criptomoedas, especialmente do ethereum, é promissor.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img