segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
HomeRegulamentaçãoPolícia de Israel anuncia o congelamento de contas de criptomoedas do Hamas

Polícia de Israel anuncia o congelamento de contas de criptomoedas do Hamas

Image By vecstock

Nesta terça-feira (10), a Polícia de Israel utilizou a rede social X (antigo Twitter) para anunciar o congelamento de contas de criptomoedas do Hamas. Confira mais detalhes dessa notícia abaixo.

Em nota divulgada em sua conta na rede X, a Polícia de Israel compartilhou o seguinte texto:

“A Unidade de Polícia Cibernética de Israel, em parceria com o Ministério da Defesa, a Agência de Segurança de Israel, e outras agências nacionais de inteligência, congelou de maneira bem-sucedida contas de criptomoedas usada pelo Hamas para financiar suas atividades”

Israel declarou oficialmente Estado de Guerra no último domingo (8) após sofrer ataques do Hamas por diferentes frentes no sábado (7). Os ataques resultaram em vítimas e em reféns. Entre as mortes, além de israelenses, estiveram brasileiros e pessoas de outros países.

Demissões

Entre outras notícias de destaque recentes, a Ledger anunciou por meio de sua conta no X a demissão de parte do seu quadro de funcionários.

Depois de reforçar os esforços em meio a um mercado complicado, a publicação informou:

“Apesar deste trabalho árduo, devemos continuar a tomar decisões para a longevidade do negócio. Os ventos contrários macroeconómicos estão a limitar a nossa capacidade de gerar receitas e, em resposta às atuais condições de mercado e às realidades empresariais, temos de reduzir funções em todo o negócio global. Infelizmente, isso significa que estamos tomando a difícil decisão de reduzir 12% das funções na Ledger.”

Monitoramento

A Binance anunciou recentemente 4 tokens que estão sendo adicionados à sua lista de monitoramento por seu nível de risco e volatilidade.

“A Binance conduzirá revisões periódicas do projeto e decidirá se a tag de monitoramento deve ser adicionada ou removida dos tokens de acordo com suas últimas descobertas”, destaca a exchange.

Drex

No mercado nacional, em setembro, a Caixa informou que seu consórcio com a Elo e com a Microsoft realizou recentemente a compra do primeiro título público por meio da rede Drex em meio à fase de testes do projeto.

“Ainda em ambiente de teste do piloto, a operação não é realizada com valores reais e é simulada com os ativos digitais.

A troca de ativos foi efetivada de maneira instantânea, conhecida como Entrega Versus Pagamento, ou DvP na sigla em inglês, possibilitada pela tecnologia blockchain. A transação representa um recorde e foi realizada em cinco segundos, um avanço tecnológico na comparação com o prazo padrão da modalidade de até dois úteis”, compartilhou o banco em texto publicado em seu site.

Pedro Fonseca
Pedro Fonseca
Jornalista formado pela UNESP-Bauru (2016-2019), com MBA em Negócios Digitais pela USP Esalq (2022-2024). Possui experiência como assessor de comunicação, assessor de imprensa, redator e locutor. Já atuou em iniciativa social e em agência de comunicação, lidando com empresas e personas das áreas de saúde, autodesenvolvimento, tecnologia, empreendedorismo, entre outras.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img