segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
HomeAltcoinWorldcoin projeta mais de mil orbs em dezenas de cidades ao redor...

Worldcoin projeta mais de mil orbs em dezenas de cidades ao redor do mundo

A nova criptomoeda chegou ao mercado na última segunda-feira (24).

Image by tawatchai07 on Freepik

Quem acompanha o mercado digital já deve saber que uma nova criptomoeda fez a sua estreia nas exchanges na última segunda-feira (24). Trata-se da Worldcoin. Com um conceito de prova de identidade em seu projeto, a Worldcoin projeta distribuir mais de mil orbs ao redor do mundo. Confira mais detalhes abaixo.

As orbs da Worldcoin são ferramentas utilizadas para a realização de testes de personalidade dos usuários, garantindo, entre outras coisas, que se tratam de humanos e não de bots, trazendo, consequentemente, mais segurança para as suas ações:

“Para construir o World ID, as equipes que desenvolveram o projeto Worldcoin primeiro estabeleceram um mecanismo de prova de personalidade baseado em um dispositivo de imagem biométrica personalizado conhecido como Orb . Depois que uma pessoa verifica sua humanidade em um Orb, ela pode receber uma credencial PoP exclusiva em uma carteira digital compatível. O primeiro deles é o Wolrd App, desenvolvido pela Tools of Humanity, porém mais serão disponibilizados à medida que o protocolo continuar a se descentralizar.”, explica a Worldcoin em seu site.

De acordo com os dados revelados em seu blog, a Worldcoin projeta distribuir um total de 1.500 orbs em 35 cidades ao redor do mundo. Tudo isso para atender a demanda dos seus usuários.

Também recentemente, Alex Bania e Sam Altman, fundadores da Worldcoin, publicaram uma carta de apresentação do projeto.

Fórum Econômico Mundial

Em outra notícia recente de destaque, o Fórum Econômico Mundial publicou um relatório sobre o Privacidade e Segurança no metaverso.

Ao apresentar o documento, a instituição internacional ressalta que o metaverso deve alcançar um valor de US$ 1 trilhão nos próximos anos.

Entre os tópicos que o relatório traz em suas linhas, está a necessidade de definir o conceito de crime no metaverso.

“Este relatório é publicado sob a Iniciativa Definindo e Construindo o Metaverso, cujo objetivo é reunir as principais partes interessadas da academia, sociedade civil, governo e empresas para promover o consenso e criar um metaverso economicamente viável, interoperável, seguro, equitativo e inclusivo”, informa o Fórum em seu site.

A Comissão Europeia também traz projeções de crescimento do mercado de mundos virtuais ao tratar sobre a sua estratégia para web4.0 e mundos virtuais.

Pedro Fonseca
Pedro Fonseca
Jornalista formado pela UNESP-Bauru (2016-2019), com MBA em Negócios Digitais pela USP Esalq (2022-2024). Possui experiência como assessor de comunicação, assessor de imprensa, redator e locutor. Já atuou em iniciativa social e em agência de comunicação, lidando com empresas e personas das áreas de saúde, autodesenvolvimento, tecnologia, empreendedorismo, entre outras.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img