quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeBitcoinBancos dos EUA pedem autorização da SEC para fazer custódia de Bitcoin

Bancos dos EUA pedem autorização da SEC para fazer custódia de Bitcoin

Os principais bancos americanos estão fazendo um movimento surpreendente no mercado de criptomoedas. Em uma carta enviada à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) na última quarta-feira (14), associações de bancos, incluindo a American Bankers Association e o Financial Services Forum, solicitaram à SEC que revisse urgentemente a regulação para permitir que atuem como custodiantes de Bitcoin

Bancos não podem atuar como custodiantes de Bitcoin. Imagem: SEC / Divulgação

Bancos não podem atuar como custodiantes de Bitcoin

A regulamentação em questão, SAB 121, atualmente impede que os bancos sejam listados como custodiantes de ETFs de Bitcoin à vista. No entanto, o pedido dos bancos vem em um momento crucial, já que a SEC recentemente aprovou 11 ETFs de Bitcoin à vista. Isso permitiu aos investidores acesso a esta classe de ativos através de um produto regulamentado. 

No entanto, os bancos ficaram de fora desses produtos aprovados, apesar de desempenharem regularmente o papel de custodiantes em outros tipos de ETFs. Assim, aumentou a preocupação de que a exclusão dos bancos da custódia de ativos digitais possa criar riscos para os investidores e para o sistema financeiro como um todo.

A carta também argumenta que sua participação como custodiante de Bitcoin poderia reduzir o risco de concentração de ativos custodiados por entidades não bancárias. Além disso, os bancos pedem que a SEC reconsidere sua definição de ‘criptoativos’. A alegação é de que a abordagem atual não diferencia entre os tipos de ativos e casos de uso.

Bancos mudam de postura em relação aos criptoativos

É interessante observar essa mudança de postura dos bancos em relação ao Bitcoin. Durante os últimos 15 anos, os bancos têm criticado e tentado minar a credibilidade das criptomoedas. No entanto, agora, parecem estar buscando ativamente uma participação nesse mercado, sugerindo que estão interessados em lucrar com essa nova classe de ativos.

A reação nas redes sociais foi mista. Matt Hougan, CEO da BitWise Invest, apontou para a carta como um sinal de mudança na percepção regulatória em Washington. Mas, por outro lado, Eric Balchunas, analista sênior de ETF da Bloomberg, reconheceu a luta dos bancos para participar desse segmento do mercado, ressaltando preocupações com a concentração de poder nas mãos desse segmento.Por fim, a resposta da SEC a essas solicitações poderá definir um novo rumo para a custódia de ativos digitais nos Estados Unidos. A possibilidade de os bancos se tornarem custodiantes de Bitcoin pode ter um impacto significativo e pode abrir novas oportunidades para investidores e de outras instituições financeiras.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img