quinta-feira, junho 13, 2024
spot_img
HomeNegóciosBolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista

A Bolsa de Chicago (Chicago Mercantile Exchange, ou CME), maior bolsa de futuros do mundo, planeja oferecer negociação à vista de Bitcoin. A demanda pelo produto tem crescido entre os participantes do mercado, segundo o Financial Times. Assim, a intenção da CME é capitalizar a crescente demanda dos gestores de Wall Street pelo setor de criptomoedas. Por isso, uma equipe da instituição manteve discussões com traders interessados em negociar Bitcoin em um mercado regulamentado.

CME Group pode oferecer Bitcoin à vista

Em uma negociação à vista, os traders negociam o ativo rapidamente, geralmente no mesmo dia. No caso do Bitcoin, essa negociação é oferecida pela maioria das exchanges de criptomoedas.

O plano da CME, ainda não finalizado, marcaria uma nova incursão das principais instituições de Wall Street no setor cripto. Isso ocorre após a aprovação dos ETFs de Bitcoin à vista em janeiro deste ano.

Dessa forma, o CME Group, maior marketplace de derivativos do mundo, também tem sido uma das maiores beneficiárias do interesse institucional pelo setor de criptomoedas. Ela ultrapassou a Binance como o maior mercado futuro de Bitcoin do mundo. 

No entanto, a EBS suíça administraria o potencial negócio de negociação à vista da CME. A empresa possui extensas regulamentações para a negociação e armazenamento de criptomoedas.

Além disso, o novo empreendimento da CME se tornaria outro canal para os participantes de Wall Street terem maior acesso a ativos digitais. Ou seja, esse seria mais um entre os 11 fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin à vista já disponíveis no mercado.

“As exchanges de criptomoedas podem perder alguns negócios com a potencial estreia de um mercado à vista de Bitcoin na CME. Pois a gigante global de derivativos sairia na frente na preferência daqueles que preferem negociar em vias regulamentadas.” – diz Markus Thielen, fundador da 10x Research, em comentário no site CoinDesk.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img