quinta-feira, junho 13, 2024
spot_img
HomeBitcoinMorgan Stanley revela investimento de mais de R$ 1 bilhão em Bitcoin

Morgan Stanley revela investimento de mais de R$ 1 bilhão em Bitcoin

O Morgan Stanley, um dos maiores bancos do mercado financeiro, revelou na última quarta-feira (15), que possui investimentos em dois fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de Bitcoin. As informações fazem parte do balanço trimestral da empresa referente aos três primeiros meses de 2024.

Morgan Stanley se tornou o 3º maior investidor de Bitcoin

Mas, de acordo com os dados enviados para a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), o banco investiu US$ 269,9 milhões no ETF da Grayscale e US$ 2,3 milhões no ETF da Ark Invest. Então, somados, os investimentos são de US$ 272 milhões (R$ 1,3 bilhão, na cotação atual).

O investimento do Morgan Stanley no ETF de Bitcoin da Grayscale tornou o banco o terceiro maior investidor institucional do fundo. A instituição ficou atrás apenas das gestoras Susquehanna, com um aporte de US$ 1,1 bilhão, e Horizon Kinetics, que investiu US$ 946 milhões.

Então, em fevereiro deste ano, um dos fundos do banco havia informado em um documento enviado à SEC que estava cogitando ter exposição aos novos ETFs da criptomoeda. Informações indicam que o banco pode estar considerando a recomendação de investimento em fundos para seus clientes.

Os ETFs de Bitcoin, aprovados nos Estados Unidos em 10 de janeiro, fizeram sua estreia no mercado no dia seguinte. À época, o Morgan Stanley publicou uma nota para seus investidores destacando que o lançamento dos fundos “é uma potencial mudança de paradigma para a percepção global sobre ativos digitais”.

Empresas investem nos ETFs de Bitcoin

Portanto, essa revelação do Morgan Stanley é apenas mais um dentre várias instituições que realizaram investimentos nos ETFs ao longo do primeiro trimestre. Até o momento, o maior investidor institucional é a Millennium Management, com aportes totais de US$ 1,94 bilhões no segmento.

Além disso, bancos importantes para o mercado financeiro também revelaram que investiram nos ETFs de Bitcoin. É o caso do Wells Fargo, BNY Mellon e do JPMorgan, cujo CEO é conhecido por ser um crítico de longa data da criptomoeda.

Outro destaque foi a revelação de um investimento de US$ 163 milhões nos ETFs realizado por um órgão governamental do estado do Wisconsin, nos Estados Unidos. Ou seja, a operação foi a primeira do tipo por uma entidade pública.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img