quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeNFTsCoca-Cola anuncia nova coleção de NFTs

Coca-Cola anuncia nova coleção de NFTs

Imagem de sergiorojoes no Freepik

A Coca-Cola anunciou nesta segunda-feira (14), por meio de suas redes sociais, uma nova coleção de artes digitais. Confira mais detalhes sobre esta e outras notícias que envolvem o universo digital no texto abaixo.

Em sua conta no Twitter, a Coca-Cola compartilhou um vídeo da Coinbase sobre a nova coleção de NFTs da marca de bebidas, batizada de “Masterpiece”. Conforme a empresa explica na página oficial das artes, a sua nova coleção traz obras icônicas junto com trabalhos de talentos emergentes, envolvendo a tão famosa garrafa da marca.

“Obras-primas clássicas como “O Grito” de Edvard Munch e “Moça com Brinco de Pérola” de Johannes Vermeer encontram uma coexistência harmoniosa ao lado de obras contemporâneas de artistas talentosos como Aket e Vikram Kushwah. Cada uma dessas obras de arte foram apresentadas na campanha Masterpiece Global da Coca-Cola e agora assumem uma nova dimensão ao se tornarem colecionáveis ​​digitais, acessíveis aos entusiastas da arte que participam do Onchain Summer”, destaca a Coca-Cola.

Mercado Digital

Também nesta segunda-feira (14), a exchange Binance anunciou a listagem das seguintes criptomoedas a partir das 12:00 (UTC) de amanhã:

  • CyberConnect (CYBER)
  • Sei (SEI)

A corretora também vai abrir negociação para:

CYBER/BNB, CYBER/BTC, CYBER/FDUSD, CYBER/TRY, CYBER/USDT, SEI/BNB, SEI/BTC, SEI/FDUSD, SEI Pares de negociação /TRY e SEI/USDT

Na última semana, a Binance anunciou novidades sobre a sua atuação no cenário internacional:

“A Binance tem o prazer de anunciar que se tornou a primeira bolsa de criptomoedas totalmente licenciada em El Salvador, depois de receber a licença de Provedor de Serviços Bitcoin (BSP), do Banco Central de Reserva, e a primeira licença não provisória para Provedores de Serviços de Ativos Digitais (DASP), pela Comissão Nacional de Ativos Digitais”, destacou a empresa em seu blog.

Banco Central

Poucos dias depois de anunciar o nome da moeda digital brasileira – Drex – o Banco Central fez uma postagem respondendo algumas das dúvidas relacionadas ao ativo. Entre elas, a instituição tratou sobre a possibilidade de cobranças do usuário em relação ao Drex:

“Eventual custo associado ao Drex estará relacionado ao serviço financeiro que for prestado pela instituição ofertante. Caberá à instituição definir o custo para o serviço ofertado, seguindo a regulação e considerando o ambiente competitivo, podendo mesmo ser gratuito ou significativamente inferior ao custo de serviço similar anterior à adoção do Drex.”

Pedro Fonseca
Pedro Fonseca
Jornalista formado pela UNESP-Bauru (2016-2019), com MBA em Negócios Digitais pela USP Esalq (2022-2024). Possui experiência como assessor de comunicação, assessor de imprensa, redator e locutor. Já atuou em iniciativa social e em agência de comunicação, lidando com empresas e personas das áreas de saúde, autodesenvolvimento, tecnologia, empreendedorismo, entre outras.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img