quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeNegóciosConfira algumas das respostas da FixedFloat após ataque hacker

Confira algumas das respostas da FixedFloat após ataque hacker

No último domingo (18), a FixedFloat confirmou que havia sofrido um ataque hacker e informou que os fundos dos usuários não foram afetados. A corretora pausou os seus serviços e ainda não forneceu uma versão mais detalhada dos fatos. No entanto, respondeu a perguntas de usuários na rede X. Confira algumas dessas respostas no texto abaixo. Aproveite para relembrar outras notícias recentes relacionadas ao mercado digital.

Em um dos comentários, um usuário da FixedFloat informou que a plataforma aceitou seus fundos, mas que parou suas transações. De acordo com esse mesmo usuário, a corretoria estaria indicando um problema de segurança referente ao caso.

Em resposta a esse comentário, a FixedFloat afirmou em 2 posts:

“Nós enfatizamos que somos muito leais a nossos usuários, mas se recebemos informações confirmando que os fundos recebidos são claramente relacionados a atividades criminais, somos obrigados a verificar a informação, requisitando a fonte de origem dos fundos.

Por favor, providencie a resposta ao nosso time de segurança por e-mail.”

O usuário, então, questionou a segurança da plataforma e suas informações, em razão do ataque hacker.

Este não foi o único usuário que relatou um problema para movimentar seus fundos em meio aos comentários.

Domínios

Diferentes usuários também questionaram a corretora sobre a veracidade de alguns domínios de sites que estavam acessando.

Em resposta, a corretora ressaltou mais de uma vez que conta apenas com um domínio e que outros domínios são de golpistas.

“Tome cuidado, nós serviços ainda estão sob manutenção e não estamos fornecendo serviços ainda.”

Cobranças

Em relação às cobranças que vêm sendo impostas a ela, a corretora tem ressaltado que irá fornecer mais informações sobre o ocorrido em breve.

Mais Notícias

Entre as outras notícias de destaque dos últimos dias, Vitalik Buterin compartilhou duas aplicações de Inteligência Artificial que ele acredita que podem apoiar a rede Ethereum.

Em postagem na rede X, ele afirmou:

“Uma aplicação de IA que me entusiasma é a verificação formal de código assistida por IA e a descoberta de bugs.

No momento, o maior risco técnico do Ethereum provavelmente são os bugs no código, e qualquer coisa que pudesse mudar significativamente o jogo seria incrível.”

Paralemente, PIXEL registrou uma rápida valorização nos últimos dias.

Por fim, um estudo sobre possíveis custos de ataques às redes Bitcoin e Ethereum chamou a atenção do mercado.

Pedro Fonseca
Pedro Fonseca
Jornalista formado pela UNESP-Bauru (2016-2019), com MBA em Negócios Digitais pela USP Esalq (2022-2024). Possui experiência como assessor de comunicação, assessor de imprensa, redator e locutor. Já atuou em iniciativa social e em agência de comunicação, lidando com empresas e personas das áreas de saúde, autodesenvolvimento, tecnologia, empreendedorismo, entre outras.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img