domingo, maio 26, 2024
spot_img
HomeNegóciosCorretora de criptomoedas fecha e dá prazo para saques

Corretora de criptomoedas fecha e dá prazo para saques

A LocalMonero, corretora de criptomoedas, anunciou o fim de suas operações após sete anos de atividade. A decisão foi motivada por fatores internos e externos, conforme comunicado divulgado na última segunda-feira (06).

Investidores devem fazer o resgate das suas criptomoedas

A corretora, que tinha como foco a negociação de Monero (XMR), não detalhou as razões para o encerramento. No entanto, é importante notar que, recentemente, diversas corretoras removeram criptomoedas voltadas para a privacidade de suas plataformas devido à pressão regulatória.

Nos Estados Unidos, desenvolvedores de uma carteira que aumentava a privacidade dos investidores de Bitcoin foram presos sob acusações de lavagem de dinheiro. Isso levou vários projetos a abandonarem o mercado americano.

A LocalMonero estabeleceu um cronograma para o desligamento de suas operações.A LocalMonero desativará novas negociações a partir da próxima terça-feira (14) e já suspendeu novos cadastros.

Segundo o comunicado, a LocalMonero desativará o site no dia 7 de novembro, que é o prazo final para os usuários sacarem suas criptomoedas.

Dados da corretora mostram que muitos brasileiros utilizam o serviço, negociando Monero (XMR) diretamente por Real (BRL). Portanto, é possível que brasileiros tenham saldos parados na corretora.

A equipe da LocalMonero estabeleceu que o prazo para resolver as disputas em aberto é o mesmo. A corretora também afirmou que dará suporte a seus usuários nos próximos meses.

A pressão sobre projetos ligados à privacidade tem aumentado. No mês passado, após a prisão dos desenvolvedores de uma carteira de Bitcoin focada em privacidade nos EUA, outras carteiras abandonaram o mercado americano por medo de processos semelhantes.

Edward Snowden, ex-NSA, comentou sobre essa pressão contra projetos voltados às criptomoedas e à privacidade. Ele defendeu os desenvolvedores e alertou o Bitcoin, afirmando que o protocolo deveria disponibilizar esses recursos oferecidos por terceiros.

Por fim, a Monero (XMR) opera em queda de 4% nesta quarta-feira (8), acompanhando a tendência do Bitcoin, em baixa de 2,5%. De qualquer forma, a XMR permanece entre as 50 maiores do mercado.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img