sexta-feira, maio 24, 2024
spot_img
HomeBitcoinEl Salvador vira o jogo e obtém lucro de US$ 84 milhões...

El Salvador vira o jogo e obtém lucro de US$ 84 milhões em Bitcoin

El Salvador está celebrando um lucro significativo em suas reservas de Bitcoin, que começou a adquirir em setembro de 2021. No último ano, o Bitcoin valorizou 250%, fazendo o tesouro de Bitcoin do país crescer para mais de US$ 206 milhões, segundo o ‘Nayib Tracker’. O país adquiriu um total de 2.681 BTC ao longo de 12 compras separadas, a um custo médio de US$ 42.600. Esse investimento inicial gerou um ganho de 69% até o momento.

El Salvador está sendo observado por outros países

Em 2021, El Salvador tornou-se o primeiro país a reconhecer o Bitcoin como moeda legal, conferindo-lhe o mesmo status que o dólar americano. Desde então, bens, serviços e impostos podem ser pagos em Bitcoin, impulsionando ainda mais a adoção da criptomoeda no país.

Assim, o presidente Nayib Bukele destacou em uma postagem nesta terça-feira (12) que a nação está aumentando suas reservas de Bitcoin por meio de receitas de diversos serviços. Foi anunciado um programa de passaporte de cidadania que converte Bitcoin em dólares americanos para empresas locais, mineração de Bitcoin e receitas de serviços governamentais.

Além disso, El Salvador lançou seu “Visto Liberdade” em dezembro, oferecendo residência a até 1.000 pessoas por ano que investem pelo menos US$ 1 milhão em Bitcoin ou stablecoins tether (USDT). Os candidatos bem-sucedidos recebem permissões de residência de longo prazo e têm caminho para a cidadania plena.

Mas, investir em bitcoin, como em qualquer outro tipo de investimento, possui seus riscos e benefícios. O Bitcoin é conhecido por sua volatilidade, o que significa que seu valor pode variar significativamente em um curto período de tempo. Dessa forma, isso pode resultar em grandes ganhos, mas também em perdas substanciais.

O sucesso da estratégia de El Salvador em adotar o Bitcoin como moeda legal e investir em suas reservas está sendo observado de perto por outros países. Pois existem mais países interessados em explorar as possibilidades das criptomoedas. O país continua a ser um exemplo notável no mundo das finanças digitais.

Paulo Cardoso
Paulo Cardoso
Formado pela PUC-RJ (2002) em Jornalismo, com Pós Graduação na ESPM-RJ (2006) em Comunicação com o Mercado. Trabalhou em rádio, jornal, editora de livros como revisor e agências de publicidade como redator, estratégia de negócio e social media. Editorias trabalhadas: entretenimento, futebol, política, economia, petróleo, marketing, negócios, iGaming e tecnologia.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Advertisment -spot_img

últimas notícias

- Advertisment -spot_img